Peças para o próximo leilão

187 Itens encontrados

Página:

  • Anita Malfatti (1889-1964). FLORES. 46 x 38 cm (mi); 73 x 66 cm (me). Assinada no cid. Moldura original Kaminagai.
  • Franz Weissman (1911-2005). FORMA GEOMÉTRICA. Escultura em chapa metálica dobrada e pintada. Altura = 36 cm. Largura = 55 cm. Assinada. Algumas perdas de tinta.
  • República do Mali, Africa, século XX. Excepcional par de máscaras-antílope tyi wara da etnia Bambara. Alturas = 85 cm, o macho, e 78 cm, a fêmea com o filhote. Estas máscaras-esculturas são usadas em danças para invocar o deus da colheita Tyi wara kun nas comunidades tribais da cultura Bambara, da região de Ségou, na República do Mali. A parte em madeira - como vista aqui - vai sobre a cabeça do dançarino e o resto do corpo permanece invisível, todo coberto por uma veste de folhagem seca.
  • Jorge de la Vega (Argentina, 1930-1971). SEM TÍTULO. 1967. Nanquim sobre papel. 43 x 34 cm. Assinado de la Vega 67 (cie). Sem moldura. Juntamente com os três demais intregrantes do grupo então batizado "Otra Figuracion" - Ernesto Deira, Luiz Felipe Noé e Rômulo Macció -, Jorge de la Vega expôs em 1963 na Galeria Bonino, no Rio de Janeiro. O grupo retornou à cidade, desta feita no MAM, para nova exposição, em meados de 1965, anterior portanto à exposição nacional Opinião 65, sobre a qual exerceram forte influência, acabando por estender essa influência sobre toda a pintura moderna brasileira dos anos seguintes - leia-se Nova Figuração Brasileira. Multiartista, de la Vega está representado em diversas coleções particulares e museus pelo mundo, com destaque para o Museu de Arte Moderna de Nova York (MoMA). Raridade.
  • Peru, século XVIII/XIX. VIRGEM COM CASAL DE BENFEITORES AJOELHADOS. Óleo sobre tela. 93 x 75 cm.
  • Peru, século XVIII/XIX. SAN ISIDRO LABRADOR. Óleo sobre tela. 100 x 83 cm. Ricamente emoldurado. Moldura original.
  • Di Cavalcanti (1897-1976). DUAS MULHERES. Grafite e nanquim sobre papel. 31 x 23 (mi); 48 x 38 cm (me). Assinado (cid). Emoldurado em bela moldura antiga, com proteção de vidro e fácil acesso à obra.
  • Inimá de Paula (1918-1999). CASARIO E IGREJA. 1957. Óleo sobre tela. 60 x 50 cm. Assinado INIMÁ (cid) e 57/ (cie). Moldura original Kaminagai.
  • Joaquim Tenreiro (1906-1992). VISTA DA CASA DO ARTISTA EM SANTA TERESA. 1949. Óleo sobre tela colada em madeira. 34 x 27 cm (mi). Assinado e datado no cid, sob a moldura (conforme foto). Provável moldura Kaminagai. Coleção particular. Presente do artista. Está na mesma coleção desde os anos 1970.
  • Teixeira Leite (1965). MESA DE MÚSICO 44. 2021. Óleo sobre tela. 60 x 90 cm. Assinado no cid. Não possui moldura.
  • Columbano Bordalo Pinheiro (1857-1929). COLHEITA DAS NOZES. Óleo sobre tela. 44 x 28 cm.
  • Edouard-Jean-Marie Hostein (França, 1804-1889). PAYSAGE AVEC VOILIERS, ANIMAUX, PERSONNAGES ET CABANE EN ARRIÈRE-PLAN. Óleo s/tela. 35 x 55 cm (mi). 50 x 71 cm (me). Assinado no cie. Ricamente emoldurado. No verso, sob luz negra, enxerga-se o número 18. Artista citado no Benezit.
  • Tadashi Kaminagai (1899-1982). FLORES. Óleo sobre tela. 74 x 92 cm (mi); 78 x 96 cm (me). Assinado e datado no cid. Assinado e com o monograma do artista no verso.
  • Emiliano di Cavalcanti (1897-1976). HOMEM E CESTA DE PEIXES. Guache sobre papel. 24 x 17 cm (mi); 37 x 30 cm (me). Assinado no cid. Emoldurado e protegido por vidro antirreflex.
  • Edgard Maxence (Nantes, França, 1871 - La Bernerie-en-Retz, França, 1954). L´HEURE PAISIBLE. Óleo sobre tela. 105 x 52 cm. Pequeno defeito na moldura, conforme ilustrado. Placa com a seguinte inscrição: E. MAXENCE / L´HEURE PAISIBLE / SALON DE 1922. (Refere-se à edição de 1922 do Salon Officiel des Artistes Français). Importante pintor simbolista francês, Maxence está representado em vários museus da França, incluindo cinco trabalhos no Musée d´Orsay. No verso, carimbo da Galeria Jorge, estabelecida a partir de 1908 no Rio de Janeiro e ativa nesta cidade até meados dos anos 1930. A obra participou, muito provavelmente, da grande exposição de artistas franceses promovida por esta casa e inaugurada no dia 3 de julho de 1930. Foi adquirida pelos atuais proprietários no leilão da Bolsa de Arte do Rio de Janeiro do dia 17 de novembro de 1981, sob o lote número 86 (reproduzida no catálogo).
  • Emeric Marcier (1916-1990). PAISAGEM TOSCANA. 1973. Óleo sobre tela colada em madeira. 20 x 30 cm (mi); 38 x 48 cm (me). Assinado e datado no cie. A obra retrata, muito provavelmente, uma paisagem nos arredores da cidade italiana de San Gimignano, cujo centro histórico, San Gimignano delle Belle Torri, pode ser avistado no canto superior esquerdo da composição.
  • Eugenio Sigaud (1899-1979). ESTUDO. 1971. Óleo e goma arábica sobre tela. 24 x 16 cm (mi); 47 x 40 cm (me). Assinado com o monograma do artista no cid. Assinado, datado e titulado no verso. Proteção de vidro no verso.
  • Augusto Malta (1864-1957). BARÃO DO RIO BRANCO. Fotografia emoldurada. 38 x 24,5 cm (mi); 54,5 x 42 cm (me). Vidro antirreflex. Fungos e manchas. Sem escritos. A fotografia retrata uma rara imagem do Barão do Rio Branco - José Maria da Silva Paranhos Júnior (1845-1912), o Patrono da Diplomacia Brasileira  em elegante terno esportivo branco.
  • Manoel Antonio (Alto do Moura, Caruaru/PE, século XX). MARIA BONITA. Escultura em barro cozido. Altura = 12,5 cm. Assinada. Peça rica em detalhes e em perfeito estado de conservação.
  • Zaven Paré (1961). LE COUPLE ET LA MORT (ESPAÇO DIVIDIDO). Valladolid, 1991. Pintura acrílica sobre papel montado sobre tela. 30 x 21 cm. Não possui moldura.

187 Itens encontrados

Página: